Ganhar dinheiro com tecnologia: o mapa do campo minado

Publicado: 18/09/2007 em Artigos

Por Marcelo Lombardo

Os dois homens mais ricos do planeta sustentam suas fortunas em tecnologia (na seqüência, telecomunicações e software). Isso não quer dizer que ganhar dinheiro com tecnologia seja realmente uma tarefa simples. Numa análise mais ampla, a economia mundial trabalha em ondas: no passado, os mais ricos do mundo estiveram ligados à agricultura, à indústria e depois ao petróleo.

Fonte: ÉPOCA Negócios – 18/09/2007

As pessoas que estiveram no topo, durante cada uma dessas ondas, fizeram mais do que “estar na hora certa e no lugar certo”. Foram aquelas que conseguiram aliar criatividade, estratégia, inteligência, muita energia, e souberam evitar os principais motivos que levam organizações ao fracasso. Só que essa lista de erros básicos, ou seja, “o mapa do campo minado”, muda de forma muito sensível entre cada uma das fases. Não é possível acompanhar os passos de John C. Rockefeller e tentar compará-los com os de Bill Gates, por exemplo.

Atualmente, em plena era da informação, na qual o mapa tende a se inverter com uma velocidade surpreendente, algumas coordenadas são bem conhecidas – e incrivelmente ignoradas! Talvez esse seja um dos motivos pelos quais existam apenas dois tipos de empresas de tecnologia no Brasil: as com mais de 10 anos e as com menos de 2 anos. Encontrar uma empresa realmente operacional na faixa de 3 a 9 anos é uma rara exceção.

Vamos desenhar alguns cenários e mostrar as coordenadas de algumas minas.

Você teve uma grande idéia, inovadora, e pretende empreendê-la:

Tenho ouvido de alguns amigos que trabalham com Venture Capital (investimento de risco), que são aquelas agências especializadas em avaliar oportunidades e investir dinheiro vivo para fazer sua idéia render frutos: “Como é difícil encontrar um bom negócio para investir. Apesar de receber centenas de propostas não consigo achar nada razoavelmente bom”. Isso é reflexo do que está ocorrendo no mundo neste exato momento: há muito dinheiro disponível e poucas idéias para demandá-lo. Então, se você acha que tem uma boa idéia, responda as questões abaixo. Se você passar por essa lista, há uma boa chance de você vir a ser um futuro milionário:

1 – Você possui um planejamento claro e detalhado de como vai fazer isso gerar receita? Esta é uma das principais causas do fracasso das empresas de tecnologia: muitas vezes, o produto é tão bom e tão empolgante que você se esquece de pensar no planejamento comercial. As pessoas não irão fazer fila na sua porta para comprar o seu produto se não souberem que ele existe, sem perceberem nitidamente os benefícios e o valor que ele traz.

2 – Existem concorrentes ou similares, estabelecidos e dominando o mercado? Em caso positivo, quais os seus reais diferenciais?

3 – Sua idéia pode ser copiada facilmente? Tome muito cuidado. O próprio investidor a quem você pretende oferecer essa oportunidade, pode simplesmente dizer que sente muito, que não gostou, te mandar para casa e depois clonar a sua idéia. Veja bem, para que ele precisa de você? Ele tem o dinheiro e você já entregou a idéia! Você pode até questionar: “E gente competente, ele tem para executar o projeto?” Se você tiver muita sorte, vai acabar sendo funcionário do investidor.

4 – Você registrou a patente? Isso ajuda no caso anterior, mas não resolve todas as questões. Lembre-se que você pode patentear implementações, não idéias.

5 – Você consegue reunir uma equipe ideal para executar sua idéia? Qualquer negócio é sempre feito e conduzido por pessoas. Recursos humanos de qualidade são essenciais para o sucesso de qualquer empreendimento.

Você quer ir na onda da moda e fazer o produto ou serviço que é a febre do momento:

O que diferencia você de seus concorrentes? Se a resposta a essa pergunta não for lá muito convincente, você pode até ganhar dinheiro, mas não muito. Novamente, você tem um planejamento claro e detalhado? Essa pode não ser a chave do sucesso, mas sem isso você morre na praia. Vai acabar sendo mais um na conta dos 2 a 10 anos.

Será que nesse exato momento, esse produto ou serviço genial não está prestes a ir para o museu? Lembre-se sempre que os ciclos da “moda” da tecnologia estão cada vez mais curtos! Você está pronto para saber quando parar ou quando deverá se reinventar? Quando o assunto é tecnologia, o prazo para isso está ficando cada vez menor.

Você é um conservador ? Então, já pensou em adquirir uma franquia?  Existem várias na área de tecnologia. Adquirindo uma franquia você se livra de vários dos problemas acima e, de certa forma, você estará pagando a alguém que já pensou em tudo isso. Aí é você quem vai fazer o questionário.

Marcelo Lombardo, criador do CoreBuilder e diretor de Tecnologia  da empresa NewAge Software.

Link: ÉPOCA Negócios

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s