Não existe gestão do conhecimento. É um mito

Publicado: 01/05/2009 em Artigos

Por Carlos Nepomuceno

Opinião: gestão do conhecimento é um mito inventado, que adotamos por um período. Mas já está na hora de superá-lo, pois tem gerado mais confusão do que solução.

Fonte: Webinsider- 18/03/2009

Este artigo não é recomendado para crianças. 😉

Vamos aos fatos. Não é possível que um velhinho de barba e roupa vermelha rode em uma noite todo o planeta. Nem a Amazon consegue ser tão eficiente.

Já sobre a Gestão do Conhecimento podemos dizer que:

1. Só é possível fazer a gestão de algo concreto.

De livros, mercadorias, de documentos, até de pessoas, pois elas têm nome, CPF e identidade, são concretas, palpáveis, existem, são substantivos.

(Mesmo de mercadorias imateriais, como um software, é possível, pois existem os códigos que podem ser manipulados.)

2. Não se faz gestão de algo que pode vir a ser, nem do futuro, nem do que passou, como o passado. Não é possível assim administrar sonhos, ideias, conhecimento.

Eles não existem, podem ou não ocorrer, são irreais, possibilidades, são verbos em movimento, que dependem de uma série de circunstâncias reais para tornar com a sua ação algo concreto, aí sim, um substantivo gerenciável.

É possível, por exemplo, fazer a gestão do ambiente para produzir novas ideias.

Mas tudo é apenas possibilidades, diminuição de taxa de erro, etc…

Criar um espaço confortável, para proporcionar o bem estar das pessoas. Perceber, a partir da experiência e dos desejos, aonde cada um pode render mais e como. (O Caetano gosta de ambientes calmos e pouco agressivos em uma entrevista. Já o Brizola gostava da polêmica.)

Ou seja, cada pessoa tem um potencial e precisa de um determinado ambiente para se sentir confortável para que aquela complexidade toda (emoção, razão, espírito) consiga – a partir de determinadas condições – apresentados determinados problemas, produzir determinados resultados.

São condicionantes.

Faz-se assim, no máximo, gestão dos potenciais (ou seja das pessoas e do seu perfil), gestão do ambiente, gestão do que foi produzido (informação), mas não do conhecimento, que é um algo sempre em processo.

Parafraseando Raul Seixas: conhecimento que se sonha junto é informação.

Sim, a meu ver, gestão do conhecimento é um mito inventado, que adotamos por um período, mas que já está na hora de superá-lo, pois ele tem gerado mais confusão do que solução.

A internet com suas ferramentas de colaboração apresenta o tempo todo soluções para a gestão dos potenciais, ao querermos mais e mais saber dos desejos de cada um.

Vide os livros recomendados pela Amazon. A busca personalizada do iGoogle.

A sociedade das mudanças aceleradas pede que a gestão dos potenciais intelectuais seja bem feita, pois é desse criatividade que as organizações ganham competitividade.

E antes que você me pergunte. Não, não coelhinho da páscoa também não coloca ovos de chocolate.

E você o que acha disso tudo?

Carlos Nepomucenonepomuceno@pontonet.com.br – é professor, pesquisador e co-autor do livro Conhecimento em Rede (Editora Campus), coordenador do Instituto de Inteligência Coletiva e diretor da Pontonet. Mais dele no blog CNepomuceno e no Twitter.

Link: Webinsider

Anúncios
comentários
  1. Paulo Marcello Reis disse:

    Prezado prof. Carlos,
    Permita-me expor outra percepção sobre esse assunto. Se Gestão do Conhecimento e Gestão de Competência tratam do mesmo assunto, não concordo que seria um mito.
    Uma empresa que sabe de suas competências organizacionais e suas competências individuais têm condições de se posicionar rapidamente diante de qualquer Projeto, sabe quais do seu staff precisam de que de treinamento, tem uma visão de sucessão e realocação extremamente bem desenhada além de uma política de recompensa e reconhecimento bastante clara.
    Não há dúvidas que esse mapeamento é algo extremamente complexo mas que pode dá um grande diferencial para a organização que prioriza esse tipo de gestão, ao meu ver, não há dúvidas.

    Um grande abraço

  2. Alexsandro Brum disse:

    Também concordo com o colega Paulo e discordo do comentário sobre o mito da gestão de conhecimento.
    Este conceito é atribuido a uma aplicação empresarial, a qual se destina compartilhar informações sobre processos, equipamentos, normas, melhores práticas, ou seja conhecimento.
    Participei há uns dois anos atrás do Congresso Ibero-Americano de Gestão do Conhecimento e Inteligência Competitiva, tive contato com gestores que desenvolveram projetos práticos que aplicam o conceito.
    Um exemplo divulgado, a TAM distribui através de e-learning toda a capacitação da tripulação em seus intervalos de voos, direcionando à assuntos voltados a operação, atendimento entre outros.
    Gerenciei um projeto em outra empresa, onde tínhamos um workflow para coleta de informações do mercado, tecnologia e concorrência para que fossem utilizadas em decisões estratégicas.
    Gerencia de conhecimento precisa ser administrada por uma área específica, onde os integrantes precisam estar alinhados estratégicamente com a alta direção da empresa, para que este gerenciamento resulte em conhecimento aplicado aos interesses corporativos.
    Acredito que o sentimento do mito está relacionado principalmente ao sucesso do projeto que o implanta.

  3. Tanara Porto disse:

    Eu queria lembrar o autor o seguinte: a questão da gestão do conhecimento não é a pretensão de se fazer gestão sobre a cabeça das pessoas, como podemos ler nas entre linhas do seu texto. Queria lembrar que Richard Rorty define que o conhecimento é causado por esta interação organismo/meio, assim como conhecimento é lidar com com informações ambientais que afetam o organismo. Entendeu? Podemos sim fazer gestão dessa capacidade de o homem lidar com as informações ambientais que afeta o organismo e obter o produto da interação organismo/meio. Esse produto é o resultado da causa. Pode ser útil ou não a empresa. Você gostaria de obter que tipo de produto? Então faça gestão das suas competência e do conhecimento em sua empresa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s