TI na Austrália: um mar de oportunidades

Desembarquei em Sydney dia 22/02/2011, uma Terça-Feira, e no dia seguinte, 23/02/2011, já estava empregado. Como consegui isso?

Por José Eduardo Slompo

Fonte: TI Especialistas

A história é longa, mas pode ser resumida em três palavras: visto de trabalho. A Austrália sofre há muito tempo com a falta de profissionais de TI, e nem a crise econômica mundial mudou esse quadro. Desenvolvedores (principalmente Java, .Net, C e PHP) são os mais procurados, mas testers, arquitetos e gerentes também estão em falta. É claro que não é só comprar a passagem e sair mandando o CV. Também não adianta vir com o visto de estudante, que demora apenas um mês pra ser emitido, pois são raríssimos os casos em que as empresas contratam quem não tem visto de trabalho. O segredo é ter paciência e pensar no longo prazo: o processo para obtenção do visto de trabalho australiano leva pouco mais de um ano. Não é nada, considerando o futuro promissor que aguarda o profissional na terra dos cangurus!

Os salários são inacreditavelmente altos quando comparados aos do Brasil. Um desenvolvedor Java EE Pleno como eu, com 4 anos de formado, ganha, em Sydney, uma média de 150.000 dólares australianos por ano! Descontados os 10% que vão para a aposentadoria (aqui é chamada de Superannuation) e mais os impostos, sobram, líquidos, no mínimo 90.000 dólares por ano, o que dá em torno de 7500 dólares por mês. Se convertermos esse valor para reais usando o valor médio do dólar australiano, R$1,70, temos um SALÁRIO LÍQUIDO DE R$12.750,00. Isso sem contar a restituição anual de impostos e também a aposentadoria, que você pode sacar quando voltar pro Brasil.

Parece mentira? Exagero? Comprove aqui.

Esse último Salary Survey é de Março de 2011, é só olhar na coluna “Contract Rates” e ver que um desenvolvedor Java EE, por exemplo, recebe, em Sydney, de 550 a 750 dólares por dia, dependendo do seu nível. Aí é só fazer as contas e ver que os R$12750,00 mensais para um desenvolvedor pleno são a mais pura realidade. Para .Net, a faixa é ainda mais alta: de 600 a 800 dólares diários. Difícil de acreditar? A diferença é que aqui o profissional é verdadeiramente reconhecido pela sua formação e capacidade, ao contrário do que acontece no Brasil.

Vale lembrar que os altíssimos salários não são o único atrativo de Sydney: segurança, tranquilidade, povo educado, cidade limpa, nada de congestionamentos ou violência, parques em todo canto, infindáveis opções de turismo, praias maravilhosas e clima idêntico ao brasileiro, tudo isso aliado aos 150 mil dólares anuais, são características que fazem da cidade um lugar perfeito prá se viver.

Voltando à pergunta inicial: como consegui emprego tão rápido? A busca começou exatamente um mês antes da data da viagem. Me cadastrei nos principais sites de recrutamento australianos e comecei a mandar meu CV para as vagas que pareciam se encaixar com o meu perfil. Todo dia eu recebia avisos de novas vagas e aplicava para as que considerava interessantes. Apliquei para um total de 93 vagas e obtive em torno de 40 respostas, tanto positivas quanto negativas (muitos nem me retornaram). Por fim, estava participando de 12 processos ainda no Brasil, fazendo entrevistas por telefone ou Skype. Dos 12 processos, 5 já tinham entrevista marcada para a minha primeira semana na Austrália.

Isso é a prova de que a demanda aqui ainda é altíssima e de que, pra quem tem a paciência de esperar pelo visto de trabalho, não há outro caminho senão o sucesso!

Quem quiser entrar em contato para perguntar sobre qualquer coisa (posso inclusive ajudar com o processo de visto!), por favor fique à vontade: duslompo@yahoo.com.br. É sempre um prazer poder ajudar e fazer novas amizades.

Também mantenho um blog contando como é a vida por aqui.

Lá tem de tudo, de dicas de passeio a artigos sobre carreira e comportamento.

Grande abraço.

1 comentário

  1. Rodrigo · janeiro 5, 2012

    Pô Du.. estava aqui fazendo pesquisa de trabalho no exterior e o primeiro arquivo que li foi justamente o seu! Vou dar uma pesquisada e talvez esteja por aí em breve!!

    Estou tentando tirar a certificação PMP, eles também preciso de PMs por aí né?? abraço

    Rodrigo (Tibursa – BCC04)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s