Especialista brasileiro é o novo Diretor de Práticas de Projetos da ONU

Fonte: MundoPM

O mineiro Ricardo Vargas, 40 anos, foi escolhido pela Organização das Nações Unidas para assumir o cargo de Diretor do Grupo de Práticas de Projetos do Escritório de Serviços de Projetos das Nações Unidas (UNOPS, na sigla em inglês). A diretoria, que acaba de ser criada, tem como responsabilidade implementar e aprimorar a prática de gestão de projetos dentro dos esforços humanitários de construção da paz e desenvolvimento de infraestrutura em mais de 80 países, como Haiti, Afeganistão, Iraque e Sri Lanka.

O brasileiro comandará o grupo de práticas de projetos a partir da sede da UNOPS, em Copenhagen, capital da Dinamarca. “O trabalho será uma excelente oportunidade para aplicarmos as melhores práticas de gestão a fim de melhorar as condições de vida das pessoas em regiões do mundo com grandes desafios”, conta o futuro diplomata que a partir de 1º julho inicia suas atividades.

Vargas é considerado um dos mais influentes especialistas em gerenciamento de projetos, portfólio e riscos do mundo. Em 2009, foi eleito presidente do conselho diretivo (chairman) do Project Management Institute (PMI), entidade com sede nos Estados Unidos que reúne mais de 600 mil profissionais em 174 países.

Pioneiro nesta área, o especialista foi responsável por mais de US$ 18 bilhões em projetos gerenciados através de sua empresa de consultoria, a Macrosolutions, desde 1999. “Continuarei como acionista da Macrosolutions e a equipe da empresa dará sequência ao trabalho utilizando a metodologia cujo sucesso é comprovado através dos mais de 100 escritórios implementados em empresas como Petrobras, Vale, Gerdau, Bradesco, Cemig, Fiat, TIM, Citibank”, garante Ricardo, que possui dez livros publicados e mais de 250 mil de exemplares vendidos.

Sobre a UNOPS

A UNOPS é o braço de projetos das Nações Unidas cujas principais metas são apoiar os projetos relacionados à reconstrução da paz e à estabilidade pós-conflitos, a recuperação das comunidades afetadas por desastres naturais, o desenvolvimento de recursos humanos para desenvolver as economias locais e os desafios ambientais e de sustentabilidade relacionados às mudanças climáticas. A UNOPS emprega mais de seis mil pessoas diretamente e, por meio de seus parceiros, cria milhares de oportunidades nas comunidades locais.

1 comentário

  1. Vitório Tomaz · junho 28, 2012

    Obrigado pela referência,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s